Tony Kanaan

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Antoine Rizkallah Kanaan Filho ou Tony Kanaan (Salvador, 31 de dezembro de 1974) é um piloto de automobilismo brasileiro, originário de uma familia libanesa judía.

Começou a carreira no kart, com oito anos de idade. Acumulou cinco títulos de Campeão Paulista e um de Campeão Brasileiro. Após dois anos de sucesso nos campeonatos brasileiros de Fórmula Ford e Fórmula Chevrolet, Tony foi para a Europa, para correr no campeonato europeu de Fórmula Opel. Participou do campeonato italiano de Alfa Boxer, sagrando-se campeão.

A seguir, foi para a Fórmula 3 italiana, conquistando nove pódios. Em 1996, com apenas 21 anos de idade, passou a integrar a equipe Tasman, no Campeonato PPG Firestone de Indy Lights. Em sua primeira temporada, conquistou o vice-campeonato, além de ter sido escolhido como "Rookie of the Year" ("Estreante do Ano"). Em 1997, Tony optou por continuar na mesma categoria, para adquirir maior experiência, e sagrou-se campeão.

Em 1998, foi contratado por Steve Horne, dono da equipe Tasman, para ser o único piloto naquela temporada. Pontuou onze vezes em 19 largadas, conquistou dois pódios, e terminou em 9º lugar no campeonato. Foi o melhor brasileiro da temporada, além de ter conquistado o título de "Rookie of the Year".

Em 1999, terminou o campeonato em 11° lugar. Depois de dois anos competindo pela Forsythe Championship Racing (ex-Tasman), em 2000, Tony começou sua terceira temporada na CART atrás do volante do Mo Nunn Racing Mercedes-Benz Reynard, de número 55.

O ano de 2000 não foi um dos melhores para Tony, pois sofreu um acidente nos treinos de classificação em Detroit, ficando fora de quatro corridas, e terminando o ano na 19ª colocação. Apesar disso, foi o melhor classificado com motores Mercedes ao final da temporada.

Em 2001, pela primeira vez depois de três anos, Tony correu com um companheiro de equipe, o bicampeão da Fórmula CART, Alex Zanardi. Em 2002, ainda pela Mo Nunn Racing, completou uma vitória e quatro poles na CART. Encerrou a temporada 2003 em 4º lugar, com 476 pontos contra os 507 do campeão Scott Dixon.

Em 2004, com três vitórias e 15 corridas entre os 5 primeiros, Tony conquistou o mais importante título da carreira, 1º lugar, com 618 pontos. Além de ser campeão da Fórmula Indy, bateu recordes da categoria, completando todas as 3.305 voltas da temporada inteira; fez o maior número de voltas na liderança; e por 15 vezes consecutivas terminou a prova entre os 5 primeiros.

Em 2005, Tony ficou em 2º lugar, com 548 pontos. Foram duas vitórias (Kansas e Sonoma), além da pole-position das 500 milhas de Indianápolis.

Tony sofreu um acidente grave no Grande Prêmio de Edmonton de 2009: após um acidente, seu carro começou a pegar fogo antes que pudesse sair dele. Tony saiu apenas com queimaduras no nariz.

Em 2010 fez a sua ultima temporada pela Andretti Autosport. Com a saída de seu principal patrocinador a 7 Eleven, Tony teve que deixar a equipe. Agora procura uma nova equipe para seguir na categoria em 2011.

Para 2011, Tony Kanaan fechou um contrato com a De Ferran Luczo Dragon Racing.

Campeão da Indy Lights em 1997, 1998, 1999
Campeão da Fórmula Indy (IRL) em 2004,2006
Vice campeão da Fórmula Indy (IRL) em 2005
500 Milhas da Granja Viana (1998, 2000, 2001, 2002, 2004, 2005, 2007 e 2008)

* 1º Lugar numa prova de Kart organizada pelo Tri-Campeão mundial de F1 Ayrton Senna. Senna correu junto com os pilotos convidados, mas Tony Kanaan, aos 16 anos de idade, venceu Ayrton, que ficou em segundo lugar no Pódium. Ainda hoje Tony guarda a foto dele no topo do podium com Ayrton Senna em segundo.

Em 2013, Tony Kanaan assinou com a equipe KV Racing. Inesperadamente em Indianápolis, largando da quarta fila, Kanaan manejou um bom controle nas ultimas voltas da prova e graças a uma estratégia de pit-stop, a ultrapassagem no então líder da prova, Ryan Hunter-Reay, e a entrada do safety-car por uma batida do piloto Dario Franchitti, conseguiu vencer pela primeira vez em sua carreira a prova das 500 Milhas de Indianápolis.

Em 2014,irá estar na Chip Ganassi juntando o Scott Dixon,e Charlie Kimball,Devido a Vitória Histórica nas 500 Milhas De Indianapolis ele conseguiu um contrato com o chefe da equipe.

Tony Kanaan é praticante assíduo de triatlon. O baiano é considerado um dos três pilotos mais bem preparados fisicamente do grid da Fórmula Indy. Aliando a necessidade de um preparação forte para o desgastes nas pistas acima dos 350 km/h e a paixão pelo ciclismo, Kanaan começou a adicionar frequentemente as competições de triatlon em sua agenda. Já participou de vários Ironman 70.3, e completou o desafio mais incrível de sua vida fora do automobilismo, o Ironman Triathlon no Hawaii, com o tempo de 12 horas, 52 minutos e 40 segundos (um tempo respeitável para um amador em sua primeira vez nesta competição).

Em 2014, disputou pela Chip Ganassi juntando o Scott Dixon,e Charlie Kimball, assumindo o carro de número #10 em que pertencia ao seu amigo Dario Franchitti.

Posts Relacionados