Jan Magnussen

sexta-feira, 4 de julho de 2014


Nome
Jan Magnussen
País
Nascimento
04/07/1973
Primeiro GP
Último GP
Melhor Grid
Melhor Resultado
Equipes

Estatísticas de Jan Magnussen
GPs
25
Títulos
0
Vitórias
0
Poles
0
Pódios
0
Pontos
1
Volta + Rápidas
0
Voltas
925
Voltas como líder
0

Ano a ano de Jan Magnussen
Ano Equipe Motor GPs Pódios Poles Voltas VMR Líder Med Pts Pontos
Stewart
7
0
0
0
0
0
257
0
0
0.14
1
Stewart
17
0
0
0
0
0
587
0
0
0.00
0
McLaren
1
0
0
0
0
0
81
0
0
0.00
0

Temporadas de Jan Magnussen
30
20
17

Resultados de Jan Magnussen
1 vez
1 vez
1 vez
10º
3 vezes
12º
2 vezes
13º
1 vez
NC
16 vezes

Corridas de Jan Magnussen
Ano
GP
No
Equipe Motor
Grid
Pos
Volta mais rápida
Líder
Abandono
Pts
25
GP do Canadá
19
Stewart Ford Cosworth
20
6
1
24
GP de Mônaco
19
Stewart Ford Cosworth
17
NC
Suspensão
0
23
GP da Espanha
19
Stewart Ford Cosworth
18
12
0
22
GP de San Marino
19
Stewart Ford Cosworth
20
NC
Transmissão
0
21
GP da Argentina
19
Stewart Ford Cosworth
22
NC
Transmissão
0
20
GP do Brasil
19
Stewart Ford Cosworth
16
10
0
19
GP da Austrália
19
Stewart Ford Cosworth
18
NC
Batida
0
18
GP da Europa
23
Stewart Ford Cosworth
11
9
0
17
GP do Japão
23
Stewart Ford Cosworth
14
NC
Rodada
0
16
GP de Luxemburgo
23
Stewart Ford Cosworth
12
NC
Semieixo
0
15
GP da Áustria
23
Stewart Ford Cosworth
6
NC
Motor
0
14
GP da Itália
23
Stewart Ford Cosworth
13
NC
Transmissão
0
13
GP da Bélgica
23
Stewart Ford Cosworth
18
12
0
12
GP da Hungria
23
Stewart Ford Cosworth
17
NC
Acidente
0
11
GP da Alemanha
23
Stewart Ford Cosworth
15
NC
Motor
0
10
GP da Inglaterra
23
Stewart Ford Cosworth
15
NC
Motor
0
9
GP da França
23
Stewart Ford Cosworth
15
NC
Freios
0
8
GP do Canadá
23
Stewart Ford Cosworth
21
NC
Rodada
0
7
GP da Espanha
23
Stewart Ford Cosworth
22
13
0
6
GP de Mônaco
23
Stewart Ford Cosworth
19
7
0
5
GP de San Marino
23
Stewart Ford Cosworth
16
NC
Rodada
0
4
GP da Argentina
23
Stewart Ford Cosworth
15
10
Motor
0
3
GP do Brasil
23
Stewart Ford Cosworth
20
NC
Acidente
0
2
GP da Austrália
23
Stewart Ford Cosworth
19
NC
Suspensão
0
1
GP do Pacífico
8
McLaren
12
10
0

Companheiros de Jan Magnussen
Temporada
Equipe Companheiro
Melhor Pos
Pontos
Vitórias
Poles
Corrida
Grid
McLaren Mark Blundell
10
9
0
0
0
0
0
0
0
1
0
1
Stewart Rubens Barrichello
7
2
0
6
0
0
0
0
5
12
2
15
Stewart Rubens Barrichello
6
5
1
4
0
0
0
0
4
3
0
7

Jan Ellegaard Magnussen (Roskilde, 4 de Julho de 1973) é um ex-piloto dinamarquês de Fórmula 1 e piloto da fábrica da GM.


Magnussen começou a correr aos 11 anos, no kart. No ano seguinte, é campeão do esporte em seu país, na categoria Minipop. É o início de uma série de títulos. Em 1986, ele sobe de categoria no kart e é campeão da POP 2 na Dinamarca, e em 1987, é Campeão Mundial de Kart na categoria Júnior. Em 1988, fica parado, mas volta em 1989, sendo novamente campeão mundial de kart.

Em 1990, Magnussen é campeão escandinavo, finlandês e mundial de Fórmula K. Em 1991, é vice campeão de Fórmula K na Escandinávia. Faz um treino de Fórmula Ford, no final do ano, na pista de Jyllands-Ringen. Em 1992, Jan estréia na Fórmula Ford 1600, terminando em terceiro lugar, com 7 vitórias. Dessas, a mais importante foi a vitória do Festival de Fórmula Ford em Brands Hatch, o mais importante da categoria. Em 1993, disputa os campeonatos europeu e inglês de Fórmula Vauxhall, com resultados medianos: quatro vitórias nas duas categorias. Nesse mesmo ano, disputa duas corridas de Fórmula 3 pela equipe de Paul Stewart, filho de Jackie Stewart, tricampeão do mundo de F-1. Termina as duas corridas no pódio, em Truxton.

1994 é um verdadeiro ano dos sonhos para Jan. Ele disputa a temporada inteira de Fórmula 3, e "liquida a fatura" sobre os outros pilotos: foram 14 vitórias em 18 corridas, inclusive chegando em segundo no GP de Macau, o mais importante da categoria - superando uma marca de Ayrton Senna. No final do ano, é contratado pela McLaren como piloto de testes para 1995, mas chega a testar um carro da equipe em Estoril, em novembro de 1994, aos 21 anos.

Para 1995, ele também é contratado pela Mercedes, fornecedora de motores da Mclaren, para disputar o DTM, o Campeonato de Turismo Alemão, e o Campeonato Mundial, o ITC. Jan vence uma corrida em Estoril (pelo ITC) e é vice-campeão. No meio do ano, ele sofre um acidente de moto e fica de fora de algumas corridas. No fim do ano, disputa o GP do Pacífico, substituindo Mika Häkkinen, que foi operado de apendicite. Uma estréia razoável: termina em décimo.

Apesar de ser melhor em monopostos, Magnussen continua no ITC em 1996. Começa bem, com uma vitória em Hockenheim, mas uma série de abandonos relega o dinamarquês à décima posição no campeonato. No final do ano, é chamado pela Hogan Racing para disputar algumas corridas na extinta CART, substituindo o lesionado Emerson Fittipaldi, mas sem grandes resultados.

Em 1997, Jackie e Paul Stewart fundam a Stewart Racing, e Jan é contratado pela equipe para formar dupla com o brasileiro Rubens Barrichello. O promissor dinamarquês, tido como "o novo Senna", finalmente fez sua estreia definitiva na F-1. Mas a realidade é outra. É seguidamente batido por Barrichello, e seu melhor resultado é o sétimo lugar em Mônaco, ofuscado pelo segundo lugar de Rubinho. Se destaca na Áustria, onde se classifica em sexto e se mantém em quarto por várias voltas, até o carro quebrar. É quando as críticas e as pressões por resultados melhores começam. Jan não lembrava em nada o "triturador de adversários" da F-3.

Em 1998, um início semelhante. Jan, sempre derrotado por Barrichello, tem como melhor resultado o sexto lugar no Canadá, seu único ponto na F1. Depois dessa corrida, é demitido da Stewart.

Jan, sem perspectivas de voltar à categoria-mor do automobilismo, decide retornar á CART em 1999, pela Patrick Racing, substituindo P. J. Jones, tendo como melhor resultado o sétimo lugar em Vancouver. Mas ele consegue melhores resultados na American Le Mans Series, pela Panoz, e ganha uma corrida, em Nurburgring, ao lado de David Brabham, e sobe ao pódio 5 vezes. Em 2000, Jan ganha 2 corridas, em Portland e Mid-Ohio. Nesse ano, ele começa a disputar o Campeonato Dinamarquês de Turismo, pela Peugeot. A temporada de 2002 na ALMS é semelhante à 2000, com 2 vitórias, em Sears Point e Washington. No DTCC, ganha 5 vezes. Em 2003, deixa a Panoz e passa a correr pela Riley & Scott, passando logo após para a Prodrive, pilotando carros da Ferrari. A temporada no ALMS é ruim, mas Jan é campeão do DTCC, com 6 vitórias e vários pódios. Magnussen, atualmente, corre no DTCC, a categoria inglesa de carros de turismo.

Em 2005, Megnussen foi para o WTCC, formando dupla com Andy Priaulx, na equipe BMW Team UK, com um BMW 320i.

Posts Relacionados