Mark Blundell

quarta-feira, 8 de abril de 2015


Nome
Mark Blundell
País
Nascimento
08/04/1966
Primeiro GP
Último GP
Melhor Grid
Melhor Resultado
3 – (3 vezes)
Primeiro Pódio
Último Pódio
Equipes
Site


Estatísticas de Mark Blundell
GPs
63
Largadas
61
Títulos
0
Vitórias
0
Poles
0
Pódios
3
Pontos
32
Volta + Rápidas
0
Voltas
2777
Voltas como líder
0

Ano a ano de Mark Blundell
Ano Equipe Motor GPs Pódios Poles Voltas VMR Líder Med Pts Pontos
McLaren
15
0
0
0
0
0
798
0
0
0.87
13
Tyrrell
16
0
0
1
1
0
715
0
0
0.50
8
Ligier
16
0
0
2
2
0
682
0
0
0.63
10
Brabham
16
0
0
0
0
0
582
0
0
0.06
1

Temporadas de Mark Blundell
19
10
12
10

Resultados de Mark Blundell
3 vezes
2 vezes
6 vezes
2 vezes
5 vezes
1 vez
4 vezes
10º
2 vezes
11º
2 vezes
12º
2 vezes
13º
1 vez
17º
1 vez
NC
30 vezes
NQ
2 vezes

Corridas de Mark Blundell
Ano
GP
No
Equipe Motor
Grid
Pos
Volta mais rápida
Líder
Abandono
Pts
63
GP da Austrália
7
McLaren Mercedes
10
4
3
62
GP do Japão
7
McLaren Mercedes
23
7
0
61
GP do Pacífico
7
McLaren Mercedes
10
9
0
60
GP da Europa
7
McLaren Mercedes
10
NC
Acidente
0
59
GP de Portugal
7
McLaren Mercedes
12
9
0
58
GP da Itália
7
McLaren Mercedes
9
4
3
57
GP da Bélgica
7
McLaren Mercedes
6
5
2
56
GP da Hungria
7
McLaren Mercedes
13
NC
Combustível
0
55
GP da Alemanha
7
McLaren Mercedes
8
NC
Motor
0
54
GP da Inglaterra
7
McLaren Mercedes
10
5
2
53
GP da França
7
McLaren Mercedes
13
11
0
52
GP do Canadá
7
McLaren Mercedes
10
NC
Motor
0
51
GP de Mônaco
7
McLaren Mercedes
10
5
2
50
GP da Argentina
7
McLaren Mercedes
17
NC
Óleo
0
49
GP do Brasil
7
McLaren Mercedes
9
6
1
48
GP da Austrália
4
Tyrrell Yamaha
13
NC
Acidente
0
47
GP do Japão
4
Tyrrell Yamaha
13
NC
Motor
0
46
GP da Europa
4
Tyrrell Yamaha
14
13
0
45
GP de Portugal
4
Tyrrell Yamaha
12
NC
Motor
0
44
GP da Itália
4
Tyrrell Yamaha
21
NC
Rodada
0
43
GP da Bélgica
4
Tyrrell Yamaha
12
5
2
42
GP da Hungria
4
Tyrrell Yamaha
11
5
2
41
GP da Alemanha
4
Tyrrell Yamaha
7
NC
Batida
0
40
GP da Inglaterra
4
Tyrrell Yamaha
11
NC
Câmbio
0
39
GP da França
4
Tyrrell Yamaha
17
10
0
38
GP do Canadá
4
Tyrrell Yamaha
13
10
Rodada
0
37
GP da Espanha
4
Tyrrell Yamaha
11
3
4
36
GP de Mônaco
4
Tyrrell Yamaha
10
NC
Motor
0
35
GP de San Marino
4
Tyrrell Yamaha
12
9
0
34
GP do Pacífico
4
Tyrrell Yamaha
12
NC
Batida
0
33
GP do Brasil
4
Tyrrell Yamaha
12
NC
Rodada
0
32
GP da Austrália
26
Ligier Renault
14
9
0
31
GP do Japão
26
Ligier Renault
17
7
0
30
GP de Portugal
26
Ligier Renault
10
NC
Acidente
0
29
GP da Itália
26
Ligier Renault
14
NC
Rodada
0
28
GP da Bélgica
26
Ligier Renault
15
11
Batida
0
27
GP da Hungria
26
Ligier Renault
12
7
0
26
GP da Alemanha
26
Ligier Renault
5
3
4
25
GP da Inglaterra
26
Ligier Renault
9
7
0
24
GP da França
26
Ligier Renault
4
NC
Rodada
0
23
GP do Canadá
26
Ligier Renault
10
NC
Rodada
0
22
GP de Mônaco
26
Ligier Renault
21
NC
Rodada
0
21
GP da Espanha
26
Ligier Renault
12
7
0
20
GP de San Marino
26
Ligier Renault
7
NC
Rodada
0
19
GP da Europa
26
Ligier Renault
21
NC
Rodada
0
18
GP do Brasil
26
Ligier Renault
10
5
2
17
GP da África do Sul
26
Ligier Renault
8
3
4
16
GP da Austrália
8
Brabham Yamaha
17
17
0
15
GP do Japão
8
Brabham Yamaha
0
NQ
Não Qualificado
0
14
GP da Espanha
8
Brabham Yamaha
12
NC
Motor
0
13
GP de Portugal
8
Brabham Yamaha
15
NC
Suspensão
0
12
GP da Itália
8
Brabham Yamaha
11
12
0
11
GP da Bélgica
8
Brabham Yamaha
13
6
1
10
GP da Hungria
8
Brabham Yamaha
20
NC
Pneu
0
9
GP da Alemanha
8
Brabham Yamaha
21
12
0
8
GP da Inglaterra
8
Brabham Yamaha
12
NC
Motor
0
7
GP da França
8
Brabham Yamaha
17
NC
Rodada
0
6
GP do México
8
Brabham Yamaha
12
NC
Motor
0
5
GP do Canadá
8
Brabham Yamaha
0
NQ
Não Qualificado
0
4
GP de Mônaco
8
Brabham Yamaha
22
NC
Rodada
0
3
GP de San Marino
8
Brabham Yamaha
23
8
0
2
GP do Brasil
8
Brabham Yamaha
25
NC
Motor
0
1
GP dos EUA
8
Brabham Yamaha
24
NC
Rodada
0
 
Pódios de Mark Blundell
Ano
GP
No
Equipe Motor
Grid
Pos
Volta mais rápida
Líder
Abandono
Pts
3
GP da Espanha
4
Tyrrell Yamaha
11
3
4
2
GP da Alemanha
26
Ligier Renault
5
3
4
1
GP da África do Sul
26
Ligier Renault
8
3
4

Companheiros de Mark Blundell
Temporada
Equipe Companheiro
Melhor Pos
Pontos
Vitórias
Poles
Corrida
Grid
Brabham Martin Brundle
6
5
1
2
0
0
0
0
9
7
9
7
Ligier Martin Brundle
3
3
10
13
0
0
0
0
8
8
8
8
Tyrrell Ukyo Katayama
3
5
8
5
0
0
0
0
9
7
5
11
McLaren Jan Magnussen
9
10
0
0
0
0
0
0
1
0
1
0
McLaren Mika Häkkinen
4
2
13
15
0
0
0
0
8
6
2
12

Mark Blundell (Barnet, 8 de abril de 1966) é um ex-piloto britânico de Fórmula 1, automóveis esportivos e Champ Car. Atualmente, ele é comentarista da rede de televisão do Reino Unido ITV. Está casado e tem dois filhos.

Blundell iniciou a carreira no motociclismo em 1980, com a idade de 14 anos, participando de corridas de motocross pela Inglaterra. Conseguiu logo bons resultados e tornou-se um dos corredores de destaque do Reino Unido, além de vencer alguns campeonatos. Aos 17 anos de idade ele trocou a moto pelo carro de corrida da Fórmula Ford britânica. Novamente, ele foi recompensado com um sucesso instantâneo e em sua primeira temporada ele terminou em segundo lugar no Campeonato Britânico Júnior de Fórmula Ford (apesar das 25 vitórias e 24 poles). No ano seguinte, Mark venceu os campeonatos britânicos Esso e o Snetterton FF1600. No ano seguinte, ele foi para a categoria de maior potência da FF2000 e de imediato venceu a série BBC Grandstand. Mesmo retornando para a FF1600, para a disputa do Campeonato Europeu, conseguiu a pole e terminou a temporada na quarta colocação. Em 1986 participou de outro campeonato na FF2000 e desta vez ele conseguiu o título europeu.

A partir deste ponto em sua carreira, Blundell decidiu que deveria continuar com seus bons resultados e transferiu-se para as corridas internacionais. Ele pulou a tradicional etapa da Fórmula 3 e uniu-se a TOMS-Toyota na Fórmula 3000. Apesar de estar em uma equipe recém-formada e de ter à disposição um carro não competitivo, ele demonstrou incrível talento e conseguiu uma série de bons resultados, incluindo algumas vitórias. Mesmo tendo participado de poucas corridas na F-3, ele também mostrou lá as suas habilidades. Em 1987 ele assinou contrato com a equipe Lola da F-3000, naquela época uma das maiores equipes da série. Em uma temporada muito disputada, Blundell terminou a competição com um respeitável sexto lugar.
No ano seguinte, ele assinou contrato com a equipe de carros esportivos da Nissan e também foi piloto de testes de uma das melhores equipes da Fórmula 1, a Williams. Em 1990, Blundell abandonou a F-3000 para se concentrar nas corridas de carros esportivos. Naquele mesmo ano, ele firmou um novo recorde de volta mais rápida e conseguiu a pole position na prestigiada corrida de 24 Horas de Le Mans — sendo o piloto mais jovem a conseguir tal feito.

1991 marcou o maior impulso na carreira de Mark: a sua estréia na Fórmula 1. Em sua temporada de estréia sua melhor colocação foi um sexto lugar na Bélgica na equipe Brabham e a conquista de seu primeiro ponto no Campeonato. Mas ele ainda mantinha o seu contrato de piloto de testes da Williams. Contudo, na temporada seguinte, ele foi afetado pela grave crise financeira pelo qual passou a equipe Brabham e ficou fora das corridas. Ele, contudo, conseguiu assinar um contrato para ser o piloto de testes da McLaren. Mesmo sendo o piloto de testes do time de Woking, ele também continuou correndo com os carros esportivos. Naquele ano, com a equipe Peugeot, venceu as 24 Horas de Le Mans.

Em 1993, Mark retornou a ser destaque no automobilismo. Na equipe Ligier, ele obteve os seus dois primeiros pódios: na África do Sul e na Alemanha. Ele acabou terminando em décimo no final do Campeonato Mundial. Seu contrato com a Ligier era de um ano e em 1994, ele assinou contrato com a tradicional Tyrrell. O ano não foi de tanto sucesso como havia sido o ano anterior, mas Blundell conseguiu apenas um podium. No final da temporada, devido à falta de patrocinadores, a Tyrrell dispensou-o. Uma curiosidade: a demissão acabaria beneficiando Blundell, porque com a saída de Nigel Mansell da McLaren, Mark foi chamado para ocupar o seu lugar na equipe. Companheiro de equipe do futuro bicampeão mundial Mika Häkkinen, Blundell somou cinco pontos no campeonato e terminou mais uma vez na décima colocação. Em 1995, ele ainda manteve o seu bom desempenho nas corridas de carros esportivos com um quarto lugar conseguido em Le Mans. 1995 foi o último ano de Mark Blundell na Fórmula 1, com David Coulthard assinando contrato com a McLaren, era chegada a hora de Mark procurar trabalho em outro lugar.

Saldo da passagem de Blundell pela F-1: três pódios e 32 pontos no campeonato.

Fora da Fórmula 1, Blundell mudou-se para os Estados Unidos da América e uniu-se à equipe de Champ Car (Ainda com a denominação CART), PacWest Racing, com outro ex-piloto de F-1, Maurício Gugelmin, ao seu lado. Mark foi terceiro nas 500 Milhas de INdianápolis, disputando as corridas de Detroit Indy Grand Prix e Michigan International Speedway. 1997 foi um ano de sucessos, e Blundell venceu as corridas de Portland, Toronto e Fontana ficando em sexto no campeonato. Naquele ano ele também foi considerado o Piloto Britânico do Ano pela revista Autosport. 1998 não foi um ano bom para Blundell, e depois de uma série de acidentes no início de 1999, sendo substituído pelo brasileiro Roberto Pupo Moreno, o inglês acabou ficando nas últimas posições da tabela do campeonato. Ele retornou à PacWest no final da temporada de 2000. Porém, esta foi também outra temperada de insucessos — 18 pontos, e a vigésima-primeira colocação no término do campeonato — o que ocasionou a sua saída da PacWest e o fim de sua carreira de piloto da Champ Car.

Blundell novamente cruzou o Atlântico para se dedicar às corridas de carros esportivos. Ele não teve sucesso em Le Mans com a equipe MG Lola, embora ele e seus dois companheiros de equipe tenham impressionado. Fora das pistas, Blundell juntou-se à ITV, uma emissora de televisão do Reino Unido, onde é atualmente um analista durante a temporada de Fórmula 1.

Desde 2001, o envolvimento de Blundell como piloto de corridas tem diminuído, com apenas participações ocasionais. Ele fez o teste de um Champ Car de Dale Coyne para ajudar na preparação de seu compatriota Darren Manning para a sua primeira corrida de CART no Reino Unido, em Rockingham, e correu na volta britânica do Campeonato Mundial de Rally.

Em 2003, ele obteve grandes conquistas com os carros esportivos. Juntamente com Johnny Herbert e David Brabham, ele terminou na vice-liderança das 24 Horas de Le Mans, pela Bentley. Ele também terminou na terceira colocação nas 12 Horas de Sebring.

Embora nunca tenha tido o sucesso de muitos de seus contemporâneos, Mark Blundell conseguiu juntar uma extensa lista de triunfos. Com seus mais novos sucessos nos carros esportivos, parece que a corrida terá o prazer de sua presença por ainda muito mais anos.

Juntamente com o ex-corredor Martin Brundle, Blundell também dedica o seu tempo administrando uma companhia, a 2MB Sports Management, que mantém contratos com o piloto de teste da McLaren, Gary Paffett e o campeão da Fórmula 3 britânica, Mike Conway.

estilo de Mark de apresentar e comentar na TV assuntos ligados à Fórmula 1 tem cada vez mais aumentado a audiência de interessados por este tipo de esporte, particularmente através da internet. Por causa desse ato, chamado de "Blundellismo", Mark tem também recebido críticas por empregar em excesso a chamada gramática coloquial.

    Posts Relacionados