Danica Patrick

quinta-feira, 12 de março de 2015


Danica Sue Patrick (Beloit, Wisconsin, 12 de março de 1982) é uma piloto de automobilismo norte-americana que compete na IndyCar Series. Em 2005 tornou-se a segunda mulher a conquistar uma pole position na categoria, foi indicada a estreante do ano nas 500 Milhas de Indianápolis e na temporada da IndyCar Series. Em 2008 tornou-se a primeira mulher a vencer uma corrida categoria ao vencer o Indy Japan 300. No ano seguinte tornou-se a primeira mulher a subir ao pódio nas 500 Milhas de Indianápolis ao completar a corrida em terceiro lugar. No ano de 2010 Patrick passou a disputar paralelamente a NASCAR Nationwide Series pela equipe JR Motorsports, e já na temporada seguinte ela obteve o melhor resultado de uma mulher na categoria ao terminar em quarto lugar a corrida disputada em Las Vegas. Em 2012, ela disputará a temporada inteira da NASCAR Nationwide Series pela equipe JR Motorsports. Especula-se que ela correrá em algumas etapas da Sprint Cup pela Stewart-Hass e as 500 milhas de Indianápolis.

Atualmente também é a garota-propaganda do site de registro de web domínios GoDaddy.com

Danica começou a correr porque sua irmã Brooke queria correr. Ela ganhou inúmeros títulos de kart. Aos 16 anos, deixou sua casa nos Estados Unidos e foi para a Inglaterra, onde correu em algumas das mais difíceis séries juniores do mundo. O destaque foi um segundo lugar no Formula Ford Festival em Brands Hatch no ano 2000, o melhor resultado de um americano na história do evento. Esse resultado chamou a atenção do campeão das 500 Milhas de Indianápolis, Bobby Rahal, que assinou com ela um contrato e começou a assessorar sua carreira.

Danica estreou na categoria em 2005, e a temporada daquele ano foi excepcional para ela. A piloto começou e terminou em quarto na 89º edição das 500 Milhas de Indianápolis e ganhou o prêmio JP Morgan Chase Rookie do Ano. Essa havia sido a melhor largada e chegada de uma piloto mulher na história do evento. A estreante levou 19 voltas durante a corrida para se tornar a primeira mulher a liderar em Indianápolis. Ela fechou a temporada da Fórmula Indy vencendo a Bombardier Rookie do Ano após terminar em 12 º na classificação geral pilotando pela equipe Rahal Letterman Racing.

No ano de 2007, Danica trocou de equipe, transferindo-se da Rahal Letterman Racing, onde correu em 2005 e 2006, para a Andretti-Green.

Em abril de 2008, Patrick tornou-se a primeira mulher a conquistar uma vitória em circuito fechado no automobilismo ao vencer o Bridgestone Indy Japan 300 no circuito Twin Ring Motegi.

No segundo semestre de 2009 houve boatos de que Danica pudesse deixar a Fórmula Indy e ir para a Nascar (ela pilotaria na NASCAR Nationwide Series em 13 Corridas pela equipe de Dale Earnhardt Jr.). No entanto, a equipe Andretti-Green confirmou a renovação do contrato de Danica por mais 3 anos, afastando os rumores de tal troca de categoria.

A partir do ano de 2012 Danica passou a pilotar na NASCAR.

Por várias vezes a imprensa internacional especulou sobre um provável transferência de Danica para a Fórmula 1. No ano de 2005, a própria piloto admitiu o sonho de um dia correr na categoria, apesar de ainda manter seu foco na Fórmula Indy. Mais tarde, no ano de 2008 declarou que gostaria de fazer um teste para a categoria, o que também não acorreu.

Posts Relacionados